DTM

1174379_10201816286388796_1495581889_n

A DTM (Disfunção Temporomandibular) é o nome dado à doença que afeta os ossos, músculos e articulação responsável pelos movimentos da boca. Talvez por se tratar ainda de uma patologia relativamente nova na literatura (os primeiros relatos começaram com Costen em 1934), seu entendimento ainda não é pleno, levando muitas vezes a passar despercebida ou ainda a um diagnóstico errado e consequentemente um tratamento equivocado.

Apesar de nova, é uma doença que afeta grande parte da população, podendo atingir desde a infância a idades mais avançadas. Mulheres possuem maior predisposição a apresentar essa doença.

O paciente com DTM pode ter pelo menos um dos seguintes sintomas:

O diagnóstico e o tratamento devem ser conduzidos por um profissional especialista em DTM devido aos sintomas poderem ser confundidos com outras doenças da área médica. Sua devida identificação é realizada em conjunto após avaliações da odontologia, reumatologia, otorrinolaringologia, neurologia, fonoaudiologia e psicologia.
Uma vez identificados os fatores que podem estar levando o paciente a desenvolver esse problema, diversas formas de tratamento podem ser propostas, dentre elas:

É importante o profissional estar sempre atento, pois novas formas de tratamento estão sendo pesquisadas, porém ainda carecem de testes que comprovem seus resultados.

Procure levar uma vida saudável com dieta equilibrada, exercícios físicos e ter uma boa noite de sono evitando estimulantes no período vespertino como cafés, chocolates, energéticos. Durma com a luz apagada, sem sons indesejáveis (desligue a TV!) e durma mais cedo. Uma noite bem dormida significa mais atenção no dia a dia, aumento na produtividade, controla o mau humor, menos cansaço e ajuda a controlar o apertamento dos dentes durante a noite. Tomar um banho quente antes de dormir, ajuda a relaxar a musculatura facilitando o sono. Durma de barriga para cima com um travesseiro nem muito alto, nem muito baixo. Essa posição previne uma pressão desnecessária sobre as articulações da boca, e musculatura da cabeça, podendo aliviar algumas dores nessa região. Para as pessoas que roncam em excesso, esteja atento para a apneia do sono e seus riscos (procure seu médico\dentista). Invista em uma noite com qualidade.

Back to top